I Colóquio Internacional de Greimas: Desenvolvimentos, Apropriações e Desdobramentos para uma Semiótica das Práticas

Tempo de leitura: 2 minutos

Por ocasião do 100º aniversário de nascimento de Algirdas Julien Greimas, o Centro de Pesquisas Sociossemióticas – CPS organizará nos dias 14, 15, 16 e 17 de março de 2017, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), no campus Perdizes, o Colóquio Internacional que propõe reunir semioticistas, pesquisadores, pós-graduandos e graduandos de várias Áreas.

Explorando os fundamentos e métodos do projeto científico da teoria semiótica enquanto uma teoria da ação que se alicerça para a construção do sentido em procedimentos descritivos e analíticos, o propósito do Colóquio é situar a trajetória de desenvolvimento dos modelos propostos, suas imbricações e apropriações de outras disciplinas com o propósito de posicionar a semiótica como disciplina ancilar das Ciências Humanas. Das bases do estruturalismo ao pós estruturalismo, esses fundamentos e métodos continuaram se desdobrando a fim de propor um alcance mais alargado de objetos de estudo de várias Áreas do conhecimento que nos conduzem a uma reflexão geral sobre os usos da teoria e seu(s) método(s) a serviço da inteligibilidade das práticas humanas. Da arquitetura que Semântica Estrutural lançou como projeto fundador em 1966, nas várias etapas das obras de Greimas foram erguidos os patamares edificantes da teoria até Da imperfeição, em 1987, sua última obra individual.

Em torno de Greimas, um grupo de semioticistas de países diversos levava a cabo seu projeto em distintos campos que, reunidos em apresentações e debates nos Seminários da École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS), no fio dos anos promoveu não só um desenrolar teórico-metodológico, mas também a disseminação da teoria semiótica pelo mundo. Como teórico formador de modelos, Greimas também deixou um testemunho de formação de semioticistas rigorosos que implementaram a disciplina em outros países, dentre os quais o Brasil se destaca. Linguística, Artes, Arquitetura, Comunicação Social, Direito, Urbanismo, Design, Marketing, Gestão, Engenharia, em especial, Robótica, Medicina, Psicologia, Educação, Política e Relações Internacionais, entre outros campos, a disseminação do arcabouço teórico e metodológico da semiótica tem desdobramentos que podem ser partilhados entre a comunidade de interessados em um amplo balanço das contribuições e perspectivas que foram construídas e estão abertas a novos desenvolvimentos.
No centenário de nascimento de Greimas, nascido em 9 de março de 1917, o Colóquio Internacional visa refletir sobre o legado de seu projeto científico, sobre os percursos traçados e novos caminhos de investigação.

Saiba mais clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *